DILUIÇÃO DE SOLUÇÕES

INTRODUÇÃO

Os sucos de frutas são uma alternativa saborosa para saciar a sede. Hoje, devido à praticidade, é comum as pessoas prepará-los a partir de sucos concentrados que são comumente encontrados em supermercados. O suco concentrado é constituído de água e diversas outras substâncias que conferem cor, sabor e aroma característico da fruta. A preparação do suco de fruta a partir de sucos concentrados envolve apenas o acréscimo de água e assim obteremos um suco menos concentrado, através de um processo chamado diluição.

FUNDAMENTOS TEÓRICOS

Diluição é o processo de adicionar solvente a uma solução já existente, a fim de se obter uma solução de concentração menor do que a inicial. Assim, ao se diluir uma solução a quantidade de soluto dissolvida na solução permanece inalterada; o que varia é apenas a quantidade de solvente, porém o volume total da solução aumenta e como decorrência desse aumento a concentração da solução diminui.

OBJETIVOS

  • Observar o efeito da diluição comparando as tonalidades das soluções de sulfato de cobre;

  • Introduzir conceitos básicos sobre diluição;

  • Compreender o significado de diluir e concentrar, e aplicar esse conhecimento em exercícios.

  • Propiciar ao aluno contato com um dos procedimentos corriqueiros em laboratório;

MATERIAIS E REAGENTES UTILIZADOS

  • Proveta

  • Solução 1 mol/L de sulfato de cobre (II) penta-hidratado (CuSO4.5H2O)

  • Tubos de ensaio

  • Béquer

  • Placas de zinco

  • Estante para tubos de ensaio

  • Pipeta graduada e de Pasteur

  • Pisseta

PROCEDIMENTO

1. Numerar os tubos de ensaio (1 a 3). Introduza em um tubo de ensaio (tubo 1) 10 mL de solução de sulfato de cobre 1 mol/L. Observe seu aspecto e calcule a quantidade de matéria (em mol) que há na solução.

2. Transfira 1 mL da solução do tubo de ensaio 1 para a proveta. Complete o volume de 10 mL da proveta com água.

3. Transfira a solução para o tubo de ensaio 2. Observe seu aspecto e calcule a quantidade de matéria (em mol) que há na solução.

4. Transfira 1 mL da solução do tubo de ensaio 2 para a proveta. Complete o volume de 20 mL da proveta com água.

5. Transfira metade da solução anterior para o tubo de ensaio 3. Observe seu aspecto e calcule a quantidade de matéria (em mol) que há na solução.

6. Introduza a solução de sulfato de cobre 1 mol/L (tubo 1) em um béquer até cerca de ¼ de sua capacidade. Insira a extremidade da placa de zinco nessa solução. Retire a placa e observe seu aspecto.

7. Introduza a extremidade da outra placa de zinco em um béquer com água. Retire a placa e observe seu aspecto.

8. Descarte a água e transfira a solução do tubo de ensaio 3 para este recipiente. Utilizando a mesma placa de zinco do item 7, mergulhe-a na solução do tubo de ensaio 3. Aguarde 5 minutos, retire a placa e observe o resultado.

QUESTÕES PARA REFLEXÃO

1. Calcule a concentração em mol/L dos tubos de ensaio 1, 2 e 3.

2. Comparando as tonalidades das soluções contidas nos tubos de ensaio, a qual deles você atribuiria a expressão “mais concentrada”? E qual seria a “mais diluída”?

3. Qual a razão de se mergulhar a placa de zinco na solução de cobre?

4. Apesar de a solução contida no tubo de ensaio 3 ser incolor, ela possuía sulfato de cobre (II). Explique como foi possível perceber isso no experimento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s