SIMULANDO O TRATAMENTO DE ÁGUA EM UMA ETA

INTRODUÇÃO

A água desempenha um papel essencial nas funções do corpo humano, como por exemplo: digestão, absorção, respiração, transporte de nutrientes, excreção de substâncias, eliminando as toxinas através da urina e da transpiração, auxilia na regulação da temperatura do corpo humano, além de estar presente no plasma sanguíneo, nas articulações e até nos ossos.

Na sua falta, o sistema natural de limpeza e desintoxicação do organismo fica sempre muito prejudicado, contribuindo para o aparecimento das mais inúmeras doenças. Portanto, a água é uma das substâncias mais importantes e necessária aos organismos vivos. É o principal componente das células e um solvente biológico universal.

Diante dessas propriedades e em virtude de sua grande necessidade, devemos evitar o desperdício, exigir a preservação dos recursos hídricos e contribuir para a manutenção de vidas no planeta.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

A água é um composto integrado por moléculas formadas por um átomo de oxigênio e dois de hidrogênio, unidos por meio de ligações químicas. É o único composto do planeta que, na natureza pode ser encontrada em três estados físicos: sólido (geleiras), líquido (oceanos e rios), e gasoso (vapor d’água na atmosfera).

Incolor, inodora e insípida, a água é um composto de grande estabilidade, podendo ser obtida também pela combustão dos alimentos, pois esta reação libera: água, gás carbônico e energia.

É uma molécula polar e que apresenta geometria angular (104,45°). Em nosso organismo, as reações químicas ocorrem em sua presença. Provavelmente, sem esta substância não existiria vida no planeta, a água é o componente biológico essencial à manutenção da vida animal e vegetal.

OBJETIVO

  • Realizar as etapas do tratamento primário de água e relacioná-las com os processos de separação de mistura;
  • Reproduzir em pequena escala no laboratório o processo de coagulação, sedimentação e filtração;
  • Conscientizar para o uso racional da água.

MATERIAL NECESSÁRIO

MATERIAIS REAGENTES
Béquer
Bastão de vidro
Pipeta
Erlenmeyer
Funil de vidro
Papel de filtro
Sulfato de alumínio
Solução de Hidróxido de cálcio
Solução de Hipoclorito de sódio
Água suja

PROCEDIMENTOS

1. Separar em um béquer 50 mL de água.

2. Acrescentar uma espátula de sulfato de alumínio.

3. Adicionar 2 mL da solução de hidróxido de cálcio e usando o bastão agitar a mistura.

4. Deixar em repouso por alguns minutos para que ocorra a formação dos flocos.

5. Ocorrida a formação, filtrar a mistura.

6. Adicionar 1 mL da solução de hipoclorito de sódio para a desinfecção da amostra de água tratada.

REAÇÕES QUÍMICAS

INTRODUÇÃO

Você já percebeu como as reações químicas estão presentes em nosso dia a dia? Sabemos que para o carro entrar em movimento devemos colocar gasolina. Esse combustível através de uma reação química com o oxigênio do ar produz dióxido de carbono, água e a energia que é utilizada para fazer com que o carro se mova.

Certamente você também já ouviu falar em “cálculos renais”, popularmente conhecido como pedras nos rins. Infelizmente é mais um exemplo de reação química que ocorre no organismo humano pelo excesso, principalmente do oxalato de cálcio e do fosfato de cálcio, substâncias muito pouco solúveis e, que dependendo de suas concentrações são acumuladas nos rins ou nos canais urinários ocasionando a formação das pedras.

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Uma reação química ocorre quando determinadas substâncias sofrem transformações em relação ao seu estado inicial, aparecendo novas substâncias. As ligações entre os átomos e moléculas devem ser rompidas e devem ser restabelecidas de outra maneira.

A ocorrência de reações químicas geralmente são bem visíveis, mas em certas situações os reagentes se encontram com impurezas e as reações não acontecem com total aproveitamento. Para a representação de uma reação química, fazemos uso da equação química correspondente. Essa equação descreve as composições de reagentes e produtos e a relação de igualdade entre as quantidades de seus elementos químicos.

OBJETIVO

  • Reconhecer as evidências para a ocorrência das reações químicas;

  • Realizar reações químicas e classificá-las;

  • Representar as reações químicas através das respectivas equações químicas.

MATERIAL NECESSÁRIO

MATERIAIS

REAGENTES

Estante para tubos de ensaio

Tubos de ensaio

Pipeta

Bico de bunsen

Espátula

Pinças (madeira e aço ou ferro)

Lâmina de ferro

Sulfato de cobre

Dicromato de amônio

Magnésio em fitas

Hidróxido de amônio

PROCEDIMENTO

1. Coloque um pedaço do metal ferro em um tubo de ensaio contendo cerca de 3 mL da solução de sulfato de cobre II. Aguarde alguns minutos e registre suas observações.

2. Adicionar a um tubo de ensaio uma espátula de dicromato de amônio. Aquecer e registrar o ocorrido.

3. Com o auxílio de uma pinça, leve algumas fitas de magnésio a chama do bico de Bunsen. Anote as observações.

4. Adicionar 4 mL da solução de sulfato de cobre II a um tubo de ensaio e acrescentar 3 mL de hidróxido de amônio. Registre o ocorrido.

Condutividade Elétrica

Este slideshow necessita de JavaScript.

Preparadas as soluções de cloreto de sódio e de sacarose, os alunos do 3º período do Curso de Turismo, testam as soluções verificando a condução ou não de corrente elétrica.

By liceeepadnobre Posted in FÍSICA